Domingo, 20 de Setembro de 2020
+595 98274 5952
Polícia policial

Helicóptero cai e pega fogo ou é incendiado na região de Iguatemi

A polícia investiga o caso intrigante na fronteira

14/09/2020 13h18
539
Por: administrador Fonte: poranews
Helicóptero cai e pega fogo ou é incendiado na região de Iguatemi

Policiais e Peritos da Diretoria de Repressão à Corrupção e ao Crime Organizado – DRACCO, chefiados pela delegada Ana Cláudia Medina seguem ainda esta noite para a região de Iguatemi para investigar um caso de queda e incêndio de aeronave na região. As informações ainda são mínimas, constando apenas que um helicóptero, possivelmente Robson 44 caiu na região e pegou fogo.

Até o momento a informação é de que não haveria vítimas na aeronave sinistrada, assim como é desconhecida a circunstância do acidente, mas é dado como certo de que o voo na região não seria de conhecimento das autoridades aeronáuticas.

A Polícia não confirma nem descarta a possibilidade de que a aeronave estivesse a serviço do narcotráfico na fronteira Paraguai/Brasil. Robson usado no tráfico Os helicópteros Robson 44, por sua agilidade e baixo custo operacional, teria entrado na preferência do narcotráfico, que nos últimos meses tem perdido várias dessas aeronaves em acidentes, panes e principalmente apreensões em Mato Grosso do Sul e São Paulo na chamada Rota Caipira onde um deles foi apreendido no final da semana passada.

“Liquidação” Por conta de um problema técnico constatado pelo fabricante e que exige manutenção imediata em uma série dos Robson 44 e essa manutenção ser extremamente cara, praticamente não compensando ao proprietário ou operador, elas passaram a ser vendidas a preços extremamente baixos pelos proprietários.

Mesmo diante do risco que a não realização da manutenção recomendada pode resultar em sinistros, o narcotráfico e garimpeiros ilegais passaram a comprar as aeronaves condenadas. Elas então passaram a ser empregadas no transporte principalmente de cocaína da Bolívia e Paraguai para o Brasil. Algumas dessas aeronaves já caíram ou apresentaram pane e foram abandonadas por seus pilotos, em alguns casos incendiadas para apagar pistas.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.