Sexta, 07 de Agosto de 2020
+595 98274 5952
Polícia policial

Furgão usado por brasileiros presos no Paraguai era roubado

O furgão foi roubado em 2019 em Itumbiara

04/07/2020 14h53 Atualizada há 1 mês
795
Por: administrador Fonte: pontaporanews
Furgão usado por brasileiros presos no Paraguai era roubado

Em contato com o proprietário do furgão F 4000 com placas GVH 1318 de Itumbiara (GO), identificado como Sebastião, disse ao Ponta Porã News, que o veículo foi furtado em 2019 e que ficou sabendo do ocorrido através das redes sociais, pela matéria divulgada pelo site.

No sistema nacional que informa furtos e roubos de veículos consultado pela reportagem, consta o furto no dia 19/9/2019 na cidade de Itumbiara (GO) e foi comunicado inicialmente em uma base da Policia Militar goiana.

Ontem o furgão foi apreendido na Colônia Sargento Duré a cerca de 11 quilômetros de Bella Vista Norte por militares da 4ª Divisão do Exército e da Força Tarefa Conjunta. Três brasileiros foram presos e estariam a caminho de Bela Vista no Mato Grosso do Sul.

 

Os três não portavam documentos e foram identificados inicialmente como Leandro Júnior Oliveira Medeiros, Gabriel Lázaro Policarpo de Brito e Rojer Danilo da Silva, mas estas identidades ainda dependem de oficialização das autoridades brasileiras e paraguaias. Com eles foram apreendidos um fuzil AR 15 e outro AK 47.

Quando eles estavam sendo abordados e revistados, um grupo armado chegou em uma caminhonete e tentaram resgatar os presos e o furgão e passaram a atirar nos militares que reagiram e o grupo fugiu para Bella Vista Norte, onde também trocaram tiros com homens da Polícia Nacional do Paraguai e depois fugiram para o lado brasileiro da fronteira.

De acordo com a imprensa do Paraguai os três e o furgão com a carga foram levados para Departamento Contra o Crime Organizado em Assunção. A carga transportada no furgão ainda não foi informada.

Vendo a foto do furgão apreendido o dono do veículo disse “é a minha bichinha mesmo. Tem até o meu telefone nela”. Ele falou que vai procurar as autoridades para uma orientação sobre o que fazer diante da situação.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.